Ocorreu um erro neste gadget

14/03/2011

Mão-de-obra feminina produz arroz

NIQUELÂNDIA/RIO VERMELHO
Mão-de-obra feminina produz arroz
Criada no último mês de setembro, a Associação de Mulheres do Rio Vermelho, povoado a 50 quilômetros da área central de Niquelândia, espera colher 1.000 sacas de 60 quilos de arroz em março. As sementes do cultivo foram doadas pela Secretaria Estadual da Agricultura (Seagro) e o plantio da lavoura comunitária, numa área de quatro alqueires, deverá ser concluído até a próxima terça-feira (15). Segundo a presidente da entidade, Isabel Moreira Soares, a maior parte do arroz a ser colhida servirá para a própria subsistência dos beneficiários do programa de agricultura familiar. O prefeito Ronan Rosa Batista (PTB) e o secretário da Agricultura de Niquelândia, Gilvando Freitas Albuquerque, estão colaborando bastante com a empreitada, fornecendo as horas de trator necessárias ao preparo da terra. "Essa ajuda da prefeitura para nós, tem sido grandiosa", comentou a presidente, que visitou a redação do Diário do Norte em Niquelândia na tarde da quarta-feira (2). Sobre a associação em si, Isabel disse que o trabalho da entidade quer proporcionar às mulheres da zona rural uma oportunidade de fonte de renda, com cursos de capacitação, já que "na roça", nas palavras dela, são raras as oportunidades para as representantes do sexo feminino. Na tarde de sábado (28), 34 mulheres da associação do Rio Vermelho fizeram a retirada de raízes do solo onde o arroz será plantado, para que a terra produza o alimento com qualidade e na quantidade esperada. Naquele dia, a alegria das mulheres com o trabalho foi tão grande que uma delas, Cândida Rodrigues de Souza, expressou sua satisfação com um belo poema, que está sendo publicado com exclusividade pelo DN (veja ao lado).

Mulheres em Ação
(Poema de Cândida Rodrigues de Souza)

As mulheres do Rio Vermelho
Unidas em Ação
E para dar início
Criaram a Associação

As mulheres são decididas
E resolveram lutar
Com a união se faz a força
Resolveram trabalhar

Unidas nós venceremos
Você pode acreditar
Quem trabalha Deus ajuda
É preciso iniciar

28 de novembro
Começamos em mutirão
Foram 28 pessoas
Preparar para a plantação

Pedimos a colaboração
Das autoridades em ação
Para ajudar as mulheres
Que vivem aqui no sertão
Euclides Oliveira
http://www.jornaldiariodonorte.com.br/site/cidades.php?cod=4626 acessado setembro 2010

11/03/2011

PRODUÇÃO DE FRANGO CAIPIRA




ESTAMOS TRABALHANDO PARA O FUTURO DAS PRXIMAS GERAÇÕES NO CAMPO
                                
                                         Desculpe a tradução não tive oportunidade de aprender inglês então utilizo tradutor online para ler e escrever.

O projeto de produção de frangos caipiras nos assentamentos de Niquelândia-GO e desenvolvido com principal foco de trazer da atividade produtiva voltada à produção de carne e ovos caipira, possibilitando a geração de renda e segurança alimentar.


Todo trabalho é feito de forma sustentável dentro da agroecologia. O objetivo é transformar os assentamentos em unidades de produção estruturadas, com a capacitação e promovendo o desenvolvimento sustentável das famílias e/ou grupos, tais como a associação tradicional e de mulheres, contamos com assessoria na definição das atividades a serem desenvolvidas em cada região, na produção até a comercialização dos produtos.


Sorry about the translation had no chance to learn English so I use online translator to read and write.

The design of poultry production in the settlements of hillbillies Niquelândia-GO and developed with main focus to bring the production activity dedicated to the production of meat and eggs redneck, providing income generation and food security.


All work is done in a sustainable manner within the agroecology. The goal is to transform the settlements in structured production units, with training and promoting the sustainable development of families or groups, such as the traditional association of women and we rely on advice in defining the activities to be developed in each region in production to marketing.

09/03/2011

Política de eliminação da miséria deve ser focada na mulher

Em mensagem divulgada nesta terça-feira por ocasião do Dia Internacional da Mulher, a presidente Dilma Rousseff afirma ter como "objetivo fundamental" a "erradicação da pobreza extrema".

Ela diz estar convencida de que uma política bem-sucedida de eliminação da miséria deve ser focada na mulher e na criança.

"No Brasil, a pobreza tem cara: ela é muito feminina, está ligada às mulheres. Quanto mais pobre a família, maior a chance de que ela seja chefiada por uma mulher. Estou convencida de que uma política bem-sucedida de eliminação da miséria deve ser focada na mulher e na criança."

Segundo Dilma, programas como o Minha Casa Minha Vida, o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) Mulher ou o Bolsa Família são eficientes porque privilegiam as mulheres.

"No Dia Internacional da Mulher, quero ressaltar que a eliminação da discriminação de gênero e a valorização das mulheres e das meninas são estratégias indispensáveis para alcançarmos êxito em nossa luta contra a pobreza."

A presidente destacou a Lei Maria da Penha como sinal de progresso no combate à violência contra as mulheres.

"Mas ainda há muito por fazer. Temos o compromisso sagrado de enfrentar essa questão, intensificando e ampliando as medidas adotadas no governo passado. O Brasil que queremos, e que vamos ter, é um país sem violência. É um país com água, com luz, com saneamento, com educação de qualidade e emprego digno para todos. É um país rico, em que as mulheres e os homens têm as mesmas oportunidades e privilégios, contribuindo juntos para o desenvolvimento e o criando seus filhos com dignidade e com orgulho."